Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Joana

um mundo cheio de histórias para contar

Joana

um mundo cheio de histórias para contar

18
Nov16

Stonehenge & Bath

Joana Santos
No fim de semana passado, recebi uma visita muito especial: a minha mãe esteve em Londres! Passámos quatro dias a passear por todo o lado, jantámos fora, fomos às compras, conversámos muito... A minha mãe já cá tinha estado em Dezembro do ano passado, mas, nessa altura, ficámo-nos apenas por Londres. Desta vez, tendo em conta que ela já conhece os pontos principais da cidade, resolvemos mostrar-lhe um bocadinho mais de Inglaterra. Eu e o Gui fizemos-lhe uma surpresa e levámo-la numa excursão. Os destinos foram Stonehenge e Bath. Enquanto que o primeiro local é conhecido de muitas pessoas, porque se fazem imensos filmes, documentários e reportagens sobre ele, o segundo já é menos popular e turístico. A excursão oferecia uma visita de um dia. Arranjámos os bilhetes na Groupon, com bastante antecedência, e ficou bastante em conta. Confesso que estava um bocadinho preocupada: em Portugal, há muito a ideia de que as excursões implicam sempre que haja um homem de bigode a tentar vender-nos uma cesta de enchidos e também que o público alvo são reformados, por isso, tinha receio de que aqui fosse igual. Mas, não! A excursão era bastante diversificada: havia tanto turistas como locais, e a própria organização tinha consciência disso. Durante a viagem, foram-nos contacto pequenos detalhes, factos históricos e curiosidades dos locais por onde íamos passando, enquanto faziam sugestões de possíveis locais de intneresse. O primeiro ponto de paragem foi em Stonehenge e, depois, partimos para Bath, onde ficámos grande parte da tarde. 

#1 Stonehenge

É impossível não terem visto, pelo menos uma vez na vida, esta estrutura. Era um lugar que eu queria já há bastante tempo visitar, desde que, algures na televisão portuguesa, vi uma reportagem sobre os festejos dos solstícios que acontecem aqui. Esta estrutura é constituída por pedras que medem mais de cinco metro de altura e podem pesar mais de cinquenta toneladas e tem sido um mistério para arqueólogos, historiadores e para a população no geral. A opinião mais defendida é a de que o monumento foi construído como santuário para culto ao Sol e à Lua, ou seja, com uma finalidade religiosa. No entanto, como nos foi explicado durante a visita, o lugar sofreu bastantes alterações com o tempo e com a chegada de diferentes povos à região. Houve quem utilizasse o lugar como cemitério e é por isso que, ainda hoje, se podem ver montes de terra e erva, que era utilizados como valas para os corpos. As pedras estão colocadas em círculo de uma forma tão matemática que, na altura do Solstício de Inverno e de Verão, o sol fica excatamente alinhado com elas. Hoje em dia, Stonehenge é parte da English Heitage e da National Trust e, portanto, são estas associações que tomam conta do lugar. Confesso que adorei! Foi tão engraçado estar junto a um dos monumentos que mais questões levanta, que mais dúvidas coloca e que mais interesse histórico desperta. A visita em cima não demora muito tempo: em cerca de quarenta minutos, é possível percorrer o círculo, ler as placas com informação e ainda aproveitar para tirar fotografias. 




#2 Bath

Não sabia onde ficava Bath nem o que havia lá para ver, à excepção dos antigos banhos romanos. Não sei se foi a inexistência de expectativas, mas, assim que pus o pé fora do autocarro, apaixonei-me pela cidade. Parece que entrámos numa máquina do tempo e fomos transportandos para outro século. A cidade é muito medieval, cheia de construções da época romana, e é algo que nunca pensei que fosse encontrar em Londres. Primeiro, fica num vale: a chegada à cidade é encantadora, vemos as monstanhas muito verdes e um povoado, atravessado por um rio, lá ao fundo. Depois, é única em todos os sentidos: não só pelo tipo de construção, mas também pelo comércio e pelas curiosidades. Pelo caminho, encontrámos uma loja chamada 25th of December, cheia de decorações de Natal e outra com decorações feitas apenas de frutos secos. E sabiam que o prédio mais antigo de Inglaterra ainda habitado fica em Bath? Nesse prédio, que hoje é um restaurante, serve-se comida em pratos feitos de pão. A fila para este restaurante é gigante, por isso não consegui experimentá-lo, mas pode ser que o dia volte! Para além dos spas e banhos da época romana, podem ver uma ponte que liga os dois lados da cidade e uma catedral gigante. Confesso que gostava de ter lá ficado mais umas horas, porque ainda ficou muito por ver e viver, mas o tempo que lá estive foi suficiente para perceber que não me importava nada de me mudar para lá! 






Com amor,
Joana

9 comentários

Comentar post

Sigam-me

Mais sobre mim

foto do autor

INSTAGRAM

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.